R. Andréa Paulinetti, 274 - São Paulo-SP 11 5183-5187 11 5183-5096 11 983975531



VILAO OU HEROI? COMO LIDAR COM RELACOES DIFICEIS

Gostou? compartilhe!

Veja nossos artigos

EDITORIAL

Queridos amigos e amigas

Um tema que sempre toca nosso coracao e a fascinante analise do comportamento dos quatro tipos de atuacao, que denominamos rei guerreiro mago amante, adotada de um livro com o mesmo titulo. Examinar a fundo as caracteristicas de cada um, como os tipos se integram em equipe e complementam seus papeis, os cuidados basicos que reforcam um relacionamento saudavel entre pessoas diferentes, como o lider deve agir com pessoas de tipos diversos e como fazer um atendimento a clientes que gere encantamento sao alguns dos temas que tem sido foco de nossos projetos nos ultimos meses.

O texto deste Boog News foi publicado originalmente na ultima Revista T&D e e oferecido agora aos leitores do Boog News.

Boa leitura e um gostoso abraco a todos

Gustavo Boog

ARTIGO

VILAO OU HEROI: COMO LIDAR COM RELACOES DIFICEIS

Se voce e ser humano e convive com outros seres humanos, existe uma probabilidade alta que voce tenha se identificado com algumas destas situacoes. Lidar com gente parecida com a gente e facil. Lidar com gente diferente e dificil, na realidade e muito dificil.

Meu amigo Peter Harazin reforcou em mim a conviccao que a base do relacionamento adulto e eficaz, na empresa, na familia ou com amigos, e a reverencia e celebracao da diversidade. Isto na pratica quer dizer que nos aceitamos os diversos jeitos de ser, em nos mesmos e nos outros. Significa rebaixar o nosso grau de julgamento e avaliacao, aceitar que diferente nao quer dizer errado, que diferente e apenas isto: diferente, e dedicar-se a trabalhar em conjunto num clima de respeito e aceitacao reciprocas das diferencas. Nesta epoca de tantas mudancas, com certeza toda unanimidade e burra.

OS TIPOS DE SER

No livro Faca a Diferenca! (*) sao descritos quatro tipos basicos de pessoas: rei, guerreiro, mago e amante. Estes termos foram adotados de um livro com o mesmo nome.

Os reis sao voltados as inovacoes, sao alegres e persuasivos, odeiam detalhes e adoram reunioes. Precisam aprender a acabar o que comecaram. Sao voltados aos resultados mais a longo prazo, tendo a energia Yang como caracteristica.

Os guerreiros sao voltados as tarefas, sao impacientes e objetivos, mantem o foco, odeiam perder o controle da situacao e adoram mudancas. Precisam aprender a ser mais pacientes. Sao voltados aos resultados de curto prazo, tendo tambem a energia Yang como caracteristica.

Os magos sao voltados as estruturacoes, gostam de exatidao e ordem, odeiam improvisacoes e adoram a perfeicao. Precisam aprender lidar melhor com as emocoes. Sao voltados aos sistemas, numa visao de curto prazo, tendo a energia Yin como caracteristica.

Os amantes sao voltados as pessoas, sao pacientes e subjetivos, perdem o foco com facilidade, odeiam confrontacoes e adoram harmonizar interesses conflitantes. Precisam aprender a ser mais assertivos e categoricos. Sao voltados aos sistemas, numa visao de longo prazo, tendo tambem a energia Yin como caracteristica.

Em resumo:

Tipo

Foco

Voltado a

Elemento

Enfatiza

Verbo

Rei

Intuicao

Inovacao

Ar

Intuicao

Iniciar

Guerreiro

Sensacao

Tarefas

Fogo

Razao/Logica

Fazer

Mago

Pensamento

Sistemas

Terra

Razao/Logica

Pensar

Amante

Sentimento

Pessoas

Agua

Emocao

Sentir

Algumas constatacoes importantes:

  • Nos nao podemos ser os quatro tipos simultaneamente. A tendencia em nossas pesquisas e de encontrarmos um tipo dominante, dois de apoio e um pouco desenvolvido
  • Ha conflitos de abordagens no relacionamento entre qualquer combinacao de tipos
  • Num trabalho de equipe precisamos da existencia dos quatro tipo
  • As pessoas podem se desenvolver em seus papeis. Meu amigo Eddie, co-criador do Ecotraining , destacou para mim a frase de Guimaraes Rosa A colheita e comum, mas o capinar e sozinho.

OS ESPELHOS

Num Workshop com o Terapeuta Bram Zaalberg, da Holanda, aprendi que os outros sao como espelhos para nos, refletindo a nossa imagem. Bram cita o exemplo de alguem que tem uma espinha no rosto. Esta pessoa, ao olhar-se no espelho, ve a espinha e nao gosta. Para remove-la, nao pode agir no espelho, mas sim no proprio rosto. Nos nao podemos remover a espinha da imagem, do espelho, se nao agirmos em nos mesmos. Podemos ate esconder o espelho ou dele se afastar, mas a espinha continua la ate nos a removermos.

O espelho apenas reflete os movimentos que fazemos, sao so imagens. A causa esta em nos. Se nos tornamos proximos do espelho, vemos imagens com mais detalhes. Se nos afastamos, temos uma visao mais geral. E por isto que quando nos tornamos mais proximos de uma pessoa, comecamos a ver com mais detalhes aspectos de seu comportamento, que na realidade sao reflexos de nossa forma de ser e de agir.

Na pratica isto quer dizer que se alguem que me irrita por ser muito impaciente e cortar minhas frases, e porque eu tenho este traco dentro de mim, expresso ou escondido. A imagem que o outro esta refletindo entra em ressonancia com conteudos internos que tenho. Outro exemplo e quando me defronto com pessoas prepotentes, o que a metafora do espelho nos lembra e que as emocoes que esta pessoa deflagra nada mais sao que a lembranca de nossa propria prepotencia.

RELACOES MELHORADAS

O espelho nos possibilita ver todas as dificuldades de relacionamento com pessoas dificeis de uma forma totalmente nova e diferente: ao inves de serem tao dificeis de aguentar, elas se tornam professores de importantes licoes que temos que aprender.

Eu gosto muito de um exercicio proposto por Gloria Karpinski, em seu livro As sete etapas de uma Transformacao Consciente (*), onde ela sugere que facamos uma lista com os nomes de pessoas que de alguma forma sao marcantes em nossa vida, as emocoes que elas despertam em nos e os locais onde isto ocorre. Apos fazer esta lista, a interpretacao e:

  • Pessoas: sao os nossos professores
  • Emocoes: sao as licoes a aprender
  • Locais: sao as nossas salas de aula
  • Como se ve, a classificacao de vilao ou heroi vai depender unicamente de nossa forma de perceber e de agir nas relacoes dificeis.

(*) Livros:

  • Faca a Diferenca!, de Gustavo G. Boog, Editora Gente, 2a. edicao
  • As sete etapas de uma Transformacao Consciente, Gloria Karpinski, Editora Pensamento.

Gustavo G. Boog e Diretor da Boog & Associados, Consultor e Terapeuta organizacional e autor de diversos livros. Fone (11) 5183-5187 E-mail: . Site



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Boog Whatsapp Boog