ATITUDES QUE FAZEM A DIFERENCA

Gostou? compartilhe!

Veja nossos artigos

Atitudes Que Fazem A Diferenca!

Fazer a diferenca e uma atitude normal nas pessoas, pois cada um de nos deseja de alguma forma deixar a marca de sua atuacao, o registro de sua competencia, mostrar o quanto pode contribuir numa determinada situacao. As pessoas que estao ao nosso redor simplesmente adoram que cada um de nos faca a diferenca, sejam elas nossos colegas de trabalho, chefe, parceiros ou parceiras, familia, amigos, etc. Fazer a diferenca e sair do lugar comum, e fazer diferente, e dar o melhor de nos; quando nao queremos ou podemos fazer a diferenca, quando nos sentimos desmotivados, impotentes, quando existe a postura do tanto faz, quando nos sentimos vitimas, com certeza ha algo errado, e como se houvesse uma uma doenca.
Fazer a diferenca e surpreender positivamente as pessoas, fazendo algo mais que nao era esperado, e de alguma forma superando as expectativas. Fazer a diferenca significa encantar as pessoas, criando aquele ambiente magico em que as pessoas podem dizer: para mim, naquele momento, naquele local, voce fez a diferenca!. Nos reconhecemos instantaneamente alguem que faz a diferenca: pode ser um vendedor na loja, um garcon, um cobrador de onibus, um guarda de estacionamento, um colega de trabalho, um lider inspirador.

Para fazermos a diferenca e preciso desenvolver nossa maestria pessoal e profissional: precisamos ser competentes e termos poder pessoal.

precisamos ser competentes para fazermos a diferenca. Isso quer dizer que devemos ter conhecimentos e habilidades, adquiridas pela pratica, pelos estudos, pelo treino, pela experiencia de vida; e tambem motivacao, ou seja, o estimulo, a vontade de fazer a diferenca. A competencia e a filha do conhecimento e da motivacao. Num desfile de Escolas de Samba, e preciso de muita competencia para preparar as alegorias, os carros, os passos. Veja quantos conhecimentos e quanta motivacao estao presentes. E como diz o proverbio: quem nao tem competencia que nao se estabeleca!

o poder pessoal e assumir as redeas da proprioa vida, e termos auto-estima elevada, e gostarmos de nos mesmos, e estarmos de bem com a vida, e a decisao de nao ser mais vitima. O poder pessoal significa num primeiro momento aceitarmos as coisas como elas sao (e nao ficar brigando contra), e imediatamente agir em cima disso. Por exemplo, meu chefe no trabalho e um pequeno ditador. Aceitar isso significa nao ficar desejando que ele seja diferente, mas sim reconhecer que ele e assim. A questao que se coloca e o que eu devo e posso fazer com isso? qual sera meu proximo passo?

Para fazermos a diferenca, e fundamental nos conhecermos, quais sao nossos potenciais e os pontos que precisamos desenvolver e melhorar. No livro Faca a Diferenca!, da Editora Gente, de minha autoria, existe um questionario que ajuda a identificar nossas formas de agir, baseado no modelo de quatro tipos que denominamos os tipos rei guerreiro mago amante. Isso e de muita ajuda para quem quer fazer a diferenca, pois ajuda a nos entendermos melhor e nos relacionarmos de forma mais positiva com os outros.

Gente que faz a diferenca tem algumas caracteristicas. Procure identificar se voce tem algumas, muitas ou todas e sabera se voce pode e quer fazer a diferenca. Sao elas:
se importa com os outros, conhece as necessidades dos outros

coloca sua energia na busca de solucoes e nao tanto nos problemas

da um carinhoso empurrao nos outros, fazendo-os ver novas possibilidades e caminhos

esta de bem com a vida, e entusiasmado e nao descarrega suas frustracoes nos outros

tem cortesia e alegria nos relacionamentos

tem competencia e te ajuda a alcancar os teus objetivos

tem poder pessoal

tem um sentido de finalizacao. Nao fica dando desculpas porque alguma coisa nao aconteceu. Faz as coisas acontecerem

nao se exime das responsabilidades, vai alem do eu fiz a minha parte

assume a lideranca e os riscos

Fazer a diferenca esta ao alcance de todos nos. Fazer a diferenca e uma atitude, e um estado de espirito e decorre de uma decisao pessoal: eu quero fazer uma positiva diferenca para mim mesmo e para as pessoas.

(*) Gustavo G. Boog escreveu este artigo solicitado por Cynthia Grilo, para o Jornal Novo Emprego O Amarelinho, voltado para o mercado de trabalho.

(*) Gustavo G. Boog e Consultor e Terapeuta Organizacional, conduz projetos de elevacao da competencia pessoal, grupal e empresarial.

Fone (11) 5183-5187 E-mail Site



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Boog Whatsapp Boog