Abordagem Sistêmica

Conheça - Abordagem Sistêmica

Abordagem Sistêmica

Uma abordagem inovadora na busca de soluções organizacionais

A abordagem sistêmica, também conhecida por Constelações Organizacionais, foi desenvolvida a partir dos trabalhos pioneiros de Bert Hellinger. É uma abordagem que foca o diagnóstico e soluções para situações organizacionais. As questões podem ser da dimensão organizacional, interpessoal ou pessoal. Por exemplo:

  • Qual a melhor estrutura e o melhor perfil de profissionais para concretizar nossa estratégia de negócios?
  • Que dinâmicas estão prejudicando nossos fluxos de comunicação?
  • Devemos ou não lançar esse novo produto para o mercado em que atuamos?
  • Qual é a dinâmica que está impedindo que nosso modelo de gestão se torne uma realidade?
  • Qual é a qualidade da atuação das lideranças na organização?
  • Como estimular atitudes de cooperação e trabalho em equipe?
  • O que causa tantos atritos entre as áreas regionais e corporativas?
  • Qual o próximo passo para termos relações produtivas com nossos clientes?
  • É adequado mudarmos uma parte de nossa organização para outra cidade?
  • Como posso integrar minhas experiências para o próximo passo de minha carreira?
  • Como fazer a transição para um estágio mais evoluído em nossa empresa familiar?

base do trabalho de Constelações é sempre uma questão importante que o cliente trás, algo que a pessoa esteja disposta a resolver e que esteja dentro de seu poder decisório.

As Constelações Sistêmicas trazem um novo olhar para situações confusas e obscuras, trazendo à tona o conhecimento explícito e o implícito, oferecendo ao cliente os dados do contexto e as causas de sua questão, bem como as alternativas de solução e a indicação dos passos que podem ser dados. Sua aplicação atinge todas as dimensões das atividades e relacionamentos humanos, tanto nos aspectos pessoais como nos organizacionais. Aplica-se, portanto, a pessoas, equipes, departamentos e organizações como um todo.

A dinâmica das Constelações

Existem alguns passos que são comuns no desenvolvimento de uma constelação:

  • O cliente traz uma questão que deseja tratar. O Facilitador busca entender brevemente o contexto da questão.
  • São definidos os elementos que fazem parte da questão. Por exemplo, o próprio cliente, profissionais da organização ou do mercado, conceitos organizacionais, etc.
  • O cliente dá um lugar a cada um desses elementos, ou seja, ele “monta” a constelação.
  • Os participantes vivenciam suas posições no sistema e relatam suas observações.
  • O Facilitador testa outros posicionamentos e alternativas, buscando uma solução.

Como pode ser conduzido um projeto de Constelações

1) Trabalhando com a própria equipe da organização.

2) Trabalhando com uma equipe “aberta” (workshop público).

3) Palestra motivacional ilustrativa.

4) Trabalhando individualmente.


Solicite um orçamento

Whatsapp Boog Whatsapp Boog