+55 (11) 5183-5187 / 5183-5096

contato@boog.com.br

CULTURA ORGANIZACIONAL:
ELA PODE FAZER A DIFERENÇA NESSE MOMENTO DE CRISE

 Roberto Ziemer (*)

Em tempos de crise como os atuais, é fundamental compreender como as dimensões subjetivas ou invisíveis da organização – evolução ou inovação, cultura e contribuição social – influenciam as dimensões objetivas, visíveis da organização – as finanças, a relação com clientes e a eficiência ou desempenho. Como aquilo que não vemos ou não conseguimos medir com facilidade, pode estar sabotando todos os esforços que fazemos nos aspectos mais tangíveis como a definição da estratégia e dos objetivos, a otimização de sistemas e processos, a redução de custos etc.

Um dos aspectos subjetivos mais importantes é o da cultura da organização. É ela que define como a organização se comporta, o que ela considera importante (o que pode ser falado ou não), como as pessoas se relacionam com a hierarquia (flexível ou rígida), o que é preciso fazer ou ser para progredir profissionalmente, quais os símbolos de sucesso, qual é a linguagem apropriada (formal ou informal), etc. A cultura é para a organização o que a personalidade é para o indivíduo – uma referência e, ao mesmo tempo, um padrão ou conjunto de hábitos que definem e, ao mesmo tempo, limitam as respostas que ela pode gerar para uma determinada situação.

Pesquisas recentes realizadas na área da cultura corporativa demonstram que:

•    A cultura é o mais valioso bem que você tem para atrair profissionais talentosos. É o mais importante diferencial entre você e seu competidor;
•    Profissionais talentosos serão cada vez mais raros durante as duas próximas décadas. Você precisará gerenciar e monitorar a sua cultura se você quiser atrair e reter os profissionais mais talentosos;
•    A cultura de sua organização é um reflexo da personalidade dos líderes atuais e dos anteriores. Os valores e crenças desses líderes refletem fortemente sobre o clima, os processos e os procedimentos da organização;
•    Empresas de sucesso duradouro têm uma visão que estabelece a sua direção, uma missão que as mantêm no caminho do seu negócio central, e valores que são utilizados como referência para a tomada de decisões no dia-a-dia;
•    Os custos em termos de perda de produtividade de valores limitantes tais como burocracia, competição interna, hierarquia, culpabilização e controle podem representar perdas de faturamento de até 7% para cada um desses valores;
•    Você pode reduzir ou remover o impacto destes valores potencialmente limitantes realizando um programa de transformação cultural;
•    A transformação cultural começa com a transformação pessoal da liderança. Estes terão que adotar comportamentos que estão em alinhamento com os valores definidos pela empresa, e incorporá-los no dia-a-dia.

Especificamente em relação à crise atual, existem sete forças culturais que contribuem para a sustentabilidade e a lucratividade da organização. Você precisa ser competente em cada uma delas para ser capaz de enfrentar os efeitos da crise atual e sustentar o sucesso de longo-prazo:

•    A estabilidade financeira – aumente suas reservas de dinheiro. Procure maneiras de se manter financeiramente sustentável.
•    A comunicação com a equipe e os clientes – confiança é fundamental. Garanta que todos saibam o que você está fazendo para superar a crise.
•    O negócio central da empresa – torne-se eficiente. Aperfeiçoe seus sistemas e processos para reduzir custos e aumentar a agilidade.
•    A capacidade de se adaptar a um ambiente em mudança – trabalhe para reduzir a entropia cultural e gerar inovação.
•    Clareza na direção – revitalize a sua visão, missão e valores para criar coesão interna.
•    A construção de alianças estratégicas – alinhe-se com seus clientes e fornecedores para criar relacionamentos de apoio mutuamente benéficos.
•    A perspectiva de longo prazo – assegure que seus planos de curto prazo não comprometam sua viabilidade de longo prazo.

 

(*) Roberto Ziemer é Engenheiro e mestre em Psicologia Organizacional. É consultor em transformação humana e organizacional formado pela Barrett Values Center

Ver Todos os Artigos

SOLICITE ATENDIMENTO


captcha